quinta-feira, 26 de abril de 2007

Acabo de desmontar o meu changarro* ali na frente de casa. Preciso de um café. Essa noite achei que fosse dormir cedo, mas fui dormir à uma de novo. Olheiras. Nao é uma cara muito boa pra se vender coisas.
Vendi uma impressão. Já é algo. Amanhã eu coloco a mesa lá fora de novo. Acho que vou dormir um pouco. Deveras preciso.
(E deveras esse blog precisa de imagens.)

terça-feira, 24 de abril de 2007

everything is connected

Acabei de entrar aqui pra blogar pelo meu gmail, aiai. Primeira vez que eu faco isso. Meda dos óculos de nadar. : P Meu teclado está desconfigurado e I have a situation here daquelas que dá vontade de desistir de tudo (no caso, ¨tudo" significa Linux). Mas sei que essas coisas todas são uma questão de insistir, se acostumar, de nao desistir na primeira. Que nem amamentar, que nem andar de bicicleta, usar sling. Viajei, eu sei. Nosso consultor de Linux nao está online agora (coitado do meu consultor de linux, aliás...), e eu nao vou skypear pra ele porque sei que ele merece ficar brincando com a filhota. Privacidade dos outros eu levo bem a sério, até mesmo a dos irmãos. (Falando em irmãos, tem dois brincando aqui atrás, tão fofo que me faz agradecer imensamente ao Léo por deixar que o Nuno me deixe trabalhar : )). Mas voltando ao assunto, nao sei mais separar maternidade do resto, de repente isso tomou conta de tudo, pra bem e pra mal. Deve ser como o Linux, o sling e o resto, nao pode desistir de primeira, tem que procurar saídas, mudar a maneira de fazer as coisas, até porque nesse caso não tem outra alternativa...

sábado, 21 de abril de 2007

Hoje, hoje, hoje

Hoje resolvi dar uma mao pro Fer terminar o último capítulo da tese dele. Tô aqui acordada passando dados pra matriz (and blogging : )) enquanto ele coleta o que falta. O assunto tese é meio tenso. Vai tudo bem com a dita cuja, mas não é a toa que lá onde a gente se formou um pessoal fez uma camiseta escrito "Não me pergunte pela minha tese"...

Hoje uma pessoa pequenininha fez seis meses e comeu sua primeira refeição não-peito. : ) Um quarto de banana, franzindo um pouco a testa, mas comendo bem. Dá ao mesmo tempo uma tristezinha e uma alegria vê-los crescer tão rápido, cortar certos vínculos, como ser a total responsável pela alimentação dele. Mas lembrei de como eu curtia fazer as papinhas do Léo, e relaxei. Faz parte do processo.

Hoje me veio uma vontade de ter outro neném. Não agora, claro, mas daqui a outros quatro anos, talvez. Passei rapidinho na casa de uma família de pelo menos três crianças já crescidas, gente que eu conheci hoje e nao vou mais ver, fui só pegar uma coisa. Vi uma mae sessentona e sua mae, seu neto, seus filhos por ali. Uma mãe bem corujona falando dos seus filhos e da inesgotável energia do neto, que ajudava a bisa a subir a escada. Não sei explicar por que, mas pensei que topava algo assim. Lá pelas seis da tarde, já em casa, pensei que estou muito bem obrigada com os meus dois guris mesmo, hohoho, precisa de outro nao.

E hoje eu vi que tem dois comments no meu primeiro post! Obrigada, Fefê e Moniquinha!

sexta-feira, 20 de abril de 2007

primeiro post

hm, oi. Entao. Esse blog é porque eu adoro mudar de blog. Volúvel mesmo.
É pra falar de hm, arte (acho uma pretensao, no meu caso, mas...). E de tudo mais.

Bom, hoje:

eu fiquei sabendo que chegou a minha serigrafia da Sugarloop lá no Rio. Aaai, que vontade de vê-la!!!! Deve ser tao linda ao vivo! Troquei com a Bernadette por essa impressao aqui, trocamos passarinhos por passarinhos. : ) Nessas horas eu quero tanto que chegue agosto logo... Meu país, minha casa, meu correio que funciona... Espero que não demore pra chegar a dela, fico aqui sofrendo... Também fico ansiosa por nao poder receber nada aqui e por ter tantas coisas pra emoldurar e nao ter uma casa mais ou menos definitiva pra pendurar. Enfim, em agosto isso se resolve.

Um trabalho que eu peguei me está fazendo aprender sobre manipulação de imagens. Tô gostando. Acho que vou me aventurar a fazer um banner pra esse blog.

Passei o dia nisso aliás, fazendo uns cartões. Quando estiverem prontos eu mostro.

aaaaaaaah, e como eu podia esquecer? Comecei um curso de encadernaçao e está apaixonante. Nada pode me deixar mais feliz que estar no meio de um monte de papel. Estamos com um caderninho começado, e falando em caderninho, esqueci o meu lá. : P

E... ainda estou feliz demais porque vou participar do Paper Quilt Project, em outubro. Falta um monte, mas pelo menos eu vou estar no meu país, minha casa e com meu correio que funciona...

Sono. Devia estar aquarelando, mas mais vale descansar um pouco, mesmo porque acho que estou gripando, e acho que isso tem a ver com os dias cheios e as noites mal dormidas...