sábado, 21 de abril de 2007

Hoje, hoje, hoje

Hoje resolvi dar uma mao pro Fer terminar o último capítulo da tese dele. Tô aqui acordada passando dados pra matriz (and blogging : )) enquanto ele coleta o que falta. O assunto tese é meio tenso. Vai tudo bem com a dita cuja, mas não é a toa que lá onde a gente se formou um pessoal fez uma camiseta escrito "Não me pergunte pela minha tese"...

Hoje uma pessoa pequenininha fez seis meses e comeu sua primeira refeição não-peito. : ) Um quarto de banana, franzindo um pouco a testa, mas comendo bem. Dá ao mesmo tempo uma tristezinha e uma alegria vê-los crescer tão rápido, cortar certos vínculos, como ser a total responsável pela alimentação dele. Mas lembrei de como eu curtia fazer as papinhas do Léo, e relaxei. Faz parte do processo.

Hoje me veio uma vontade de ter outro neném. Não agora, claro, mas daqui a outros quatro anos, talvez. Passei rapidinho na casa de uma família de pelo menos três crianças já crescidas, gente que eu conheci hoje e nao vou mais ver, fui só pegar uma coisa. Vi uma mae sessentona e sua mae, seu neto, seus filhos por ali. Uma mãe bem corujona falando dos seus filhos e da inesgotável energia do neto, que ajudava a bisa a subir a escada. Não sei explicar por que, mas pensei que topava algo assim. Lá pelas seis da tarde, já em casa, pensei que estou muito bem obrigada com os meus dois guris mesmo, hohoho, precisa de outro nao.

E hoje eu vi que tem dois comments no meu primeiro post! Obrigada, Fefê e Moniquinha!

Um comentário:

Simone disse...

Oi :O)))))))))))
Me identifiquei tanto!
Beijo
Si